A ERPI- Estrutura Residencial Para idosos- é uma resposta social que consiste no alojamento colectivo, de utilização permanente, em que sejam desenvolvidas atividades de apoio social e prestados cuidados de enfermagem.
A ERPI do Grupo de Acção Social de S. Vicente de Pereira encontra-se em funcionamento desde 1993, para 10 idosos, a partir de 2005, após obras de alargamento e beneficiação, passou a integrar 25 idosos. Em 2014 foi criada uma nova Estrutura Residencial para Idosos com capacidade para 9 idosos.

Serviços

  • Alojamento;
  • Refeições;
  • Cuidados de higiene e imagem;
  • Convívio/ocupação;
  • Tratamento de roupa;
  • Apoio no desempenho das atividades da vida diária;
  • Acompanhamento ao exterior;
  • Acompanhamento médico e de enfermagem;
  • Férias organizadas;
  • Acompanhamento social e psicológico.

Objetivos

  • Proporcionar serviços permanentes e adequados *as necessidades biopsicossociais das pessoas idosas;
  • Assegurar um atendimento individual e personalizado em função das necessidades específicas de cada pessoa;
  • Promover a dignidade da pessoa e oportunidades para a estimulação da memória, do respeito pela história, cultura e espiritualidade pessoais e pelas suas reminiscências e vontades conscientemente expressas;
  • Contribuir para a estimulação de um processo de envelhecimento ativo;
  • Promover o aproveitamento de oportunidades para a saúde, participação e segurança e no acesso à continuidade de aprendizagem ao longo da vida com as novas tecnologias úteis;
  • Prevenir e despistar qualquer inadaptação, deficiência ou situação de risco, assegurando o encaminhamento mais adequado;
  • Contribuir para a conciliação da vida familiar e profissional do agregado familiar;
    Promover o envolvimento e competências da família;
  • Promover estratégias de manutenção e reforço da funcionalidade, autonomia e independência, do autocuidado e da autoestima e oportunidades para a mobilidade e actividade regular, tendo em atenção o estado de saúde e recomendações médicas de cada pessooa;
  • Promover um ambiente de segurança física e afectiva, prevenir os acidentes, as quedas, os problemas com medicamentos, o isolamento e qualquer forma de mau trato;
  • Promover a intergeracionalidade;
  • Promover os contactos sociais e potenciar a integração social;
  • Promover a interação com ambientes estimulantes, promovendo as capacidades, a quebra de rotina e a manutenção do gosto pela vida;

A ERPI- Estrutura Residencial Para idosos é uma resposta social que consiste no alojamento colectivo, de utilização permanente, em que sejam desenvolvidas atividades de apoio social e pres

  • Cuidados de alimentação, higiene e saúde;
  • Cuidados de ordem física e psicossocial;
  • Tratamento de roupas;
  • Convívio e espaço de lazer;
  • Atividades lúdicas e recreativas

Os utentes têm possibilidade de interagir com idosos da Comunidade (Centro de Dia e Centro de Convívio), com crianças (Creche e Jardim de Infância), mantendo redes sociais de vizinhança e amizade que são importantes para se manterem ativos, com dignidade e manterem a sua autoestima.
Horário de visitas – Todos os dias, das 10H às 20Horas, exceto no horário das refeições
Almoço – 12H às 13H
Jantar – 19H às 19:30H

A E.R.P.I. (Estrutura Residencial para Idosos) é uma resposta social que disponibiliza cuidados e acompanhamento permanente. Destina-se a pessoas com mais de 65 anos de
idade, em situação de risco ou de perda de independência e/ou autonomia e tem como objetivos:

  • Proporcionar serviços permanentes e adequados à problemática biopsicossocial das pessoas idosas;
  • Prestar o apoio necessário às famílias dos idosos, no sentido de preservar e fortalecer os laços familiares;
  • Proporcionar alojamento, alimentação, assistência médica, ajuda psicológica e ocupação organizada e acompanhada nos tempos livres;
  • Assegurar a prestação dos cuidados adequados à satisfação das necessidades, tendo em vista a manutenção da autonomia e independência e a promoção da sua qualidade de vida, potenciando a integração social;
  • Fomentar o processo de envelhecimento ativo;
  • Facultar ao utente o acesso a elementos lúdicos e audiovisuais, de leitura, biográficos, assim como a festas, passeios e visitas a diversas localidades e monumentos;
    Potenciar o convívio social entre os utentes e os seus familiares, amigos e a comunidade.